domingo, 16 de novembro de 2008

Grande Amor

Eu estava buscando,
Procurava encotrar o sentido,
A destreza de um grande amor,
O amor não nasce quando queremos,
Pedimos ou imploramos,
O amor nasce quando menos esperamos...

A doçura de um momento,
A ternura de um olhar,
A lembrança de um sentimento,
Que brotou em corações,
Abertos e dispostos ao amor...

A força deste nobre sentimento,
Que acontece, sem porque!
Que sobrevive com os porques!
Desce morro, pula muros!
Supera barreiras!
E move montanhas!

Eu te espero!
Pode vir!
Meu grande amor!