sábado, 25 de outubro de 2008

Sobre crianças...

Sei que o que vou escrever aqui, talvez não faça muito sentido! Afinal todos que aqui adentram estão tão acostumados a encontrar poesia e essas palavras corridas em forma de pensamentos...
ontem sentada no pátio da escola onde faço estágio, me pus a observar aquelas crianças, carentes de um bairro de periferia e como era belo o contentamento com duas simples bolas de basquete e cestas!
Brincavam, corriam, suavam se divertiam de uma forma tão bonita, simples e aproveitavam aqueles 20 minutos como os últimos de sua vida! É admirável ver a intensidade de seus atos...
Muitos eu conheço, da rua, do bairro... sei do sofrimento, da labuta diária... quantos filhos marginalizados sem carinho e afeto... Um simpático garotinho degustava sua sopa sentado de frente pra mim, e curioso me perguntava " Tia, é lição pra mim?", e ali falaaava, falava e falava, como é intensa essa necessidade que eles tem de se comunicar! Eu vejo nestas mentes puras, cheias de opnião própria anos além, quando o dia dia já haverá corrompido corações, onde vários perderão a perspectiva e onde infelizmente, muitos perderão os recreios de escola a usufruirem de drogas ilícitas, infelizmente essa é a realidade periférica de nosso país... e eu, como me vejo nisso?
Responsável e intimada a salvar ao menos uma parte destas crianças, apresentando-lhes a arte, amor e música!


Ser criança...

Alegria no os olhos,
Sorriso belo,
Corações altos...
Corre, corre!
Pega pega!
Pique esconde,
Inocência, amor...
Desprendimento, coração livre de pré-conceitos!
Doçura e emoção!
Missões... transmutações!
Crescer,
Mudar...
Esquecer esta inocência...
Entrar pro mundo!
Vencer a luta!
Olhar pro alto e acreditar!
No mundo perfeito,
Sem fadas, sem duendes,
Ou cavalos alados!
Acreditar no homem,
No seus conceitos...
Sonhar que se a gente quizer,
Um dia o mundo se torna PERFEITO!