sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Verbos


Embalados no som da mesma canção,


Ruidos, vozes!


Corações que juntos formam o ritmo,


Como orquesta que junto toca,


Como o bumbo da percursão!




Florimos um jardim,


De paz, amor


E sincronicidade!




Povoamos um céu,


Com borboletas de todas as cores!




Ilustramos,


Vidas... templos..


Mudamos histórias


E juntos escrevemos outra!


Uma bela história!


Onde reina o brilho de um sol e


A energia de uma constelação belíssima!


Somos todos verbo da mesma emoção!


Eternos Verdadeiros Amigos!

2 comentários:

Paulinha Hanser disse...

E esse lindo jardim só faz me alegrar!
Amo passar aqui e ler você amada!
Bêjo! Saudade sempre!

*LAH* disse...

Caralho Nataliaaaaaaaaaaaaa !!
Pqp como vc não me mostrou esse poemaaa !!
Como diria o Barbudo bocudo ta de fuder amigaaaa !!!
Ele precisa ver issoooooooooooooo

Vc ta escrevendo pra porra e isso é FATO !!

TE amo bruacs !!